© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.                                 

Ong veste pinguins com suéteres para protegê-los do derramamento de óleo

January 27, 2018

 

A ONG australiana "Penguin Foundation" está investindo em uma idéia que pode até parecer brincadeira, mas tem dado ótimos resultados. O projeto, colocado em prática em 1998, baseia-se em vestir pinguins com suéteres como proteção contra a poluição de óleo nos mares, que afeta milhares de espécies em todo o mundo.

                                                                                                                                                   (Imagem: www.brit.co)

 

Segundo a organização, quando o óleo entra em contato com a pele dos pinguins, eles se tornam incapazes de se aquecer naturalmente. O suéter impede esse contato direto e os mantem aquecidos, enquanto as frestas da malha deixam o corpo respirar, evitando hipotermia e hipertermia.

 

Em Philip Island, Austrália, há um centro de reabilitação especializado em pinguins, onde os suéteres são costurados à mão por funcionários ou recebidos por doações. Quando os modelos doados não têm um tamanho ideal ou não estão apropriados para uso, o centro os reaproveita vestindo pinguins de pelúcia, vendidos para arrecar verba para outros projetos do grupo.

                                                                                                                                                      (Imagem: Ciclo Vivo)

 

O vazamento de óleo é um dos principais inimigos da vida marinha no mundo. Somando os 10 maiores vazamentos de óleo no mar da história, atinge-se um número de mais de 1 bilhão de litros. Apenas no Golfo Pérsico, em 1991, houve um derramamento calculado entre 280-550 milhões de litros de óleo, causando a morte de mais de 8000 animais apenas nos três primeiros meses. Muito desses animais estavam em extinção.

 

Acidentes desse tipo formam manchas na superfície da água, interferindo na passagem de luz e, consequentemente, prejudicando o processo de fotossíntese realizado pelos fitoplânctons (algas microscópicas). Como elas servem de base para alimentar as outras formas de vida, toda a cadeia fica comprometida. Vale ressaltar, no entanto, que a capacidade de recuperação dessas espécies é enorme, se a quantidade de óleo não for muito grande. Existem bactérias que degradam o óleo e mesmo em praias que receberam grandes quantidades de óleo, a vida se restabeleceu em cerca de um ano. O importante é que os acidentes não se repitam para que a natureza consiga se recuperar.

 

Fonte: Klick Educação, Ciclo Vivo, MNN.com

Please reload

Notícias em destaque

Alemanha está transformando 62 bases militares em santuários para a vida selvagem

January 28, 2020

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle