© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.                                 

Cães salva-vidas são sucesso na Itália

January 25, 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                      (Imagem: http://www.scuolacanisalvataggio.it/)

 

Quem melhor para salvar as pessoas do que o melhor amigo do homem?

 

A escola italiana SICS (Scuola Italiana Cani Salvataggio) de cães de salvamento, é uma das maiores e mais antigas organizações europeias envolvidas na preparação de cães de salvamento náutico e seus condutores. É uma associação voluntária da Proteção Civil italiana sem fins lucrativos.

 

Em 20 anos de atividade, a SICS tem salvo a vida de centenas de pessoas, fazendo com que a associação seja admirada por diversas organizações voltadas a segurança marinha. A associação que tem uma equipe operacional de 300 unidades caninas localizadas em todo o país, tem visado projetos de segurança em muitos municípios e regiões italianas, principalmente ao lado da Guarda Costeira e outras instituições envolvidas.

 

 

                                                                        (Imagem: http://www.scuolacanisalvataggio.it/)

 

No curso de salvamento, as raças mais comuns são  Labrador e Golden Retriever, cães com características muito especiais, tanto para o que diz respeito às habilidades de natação, tanto por sua extrema habilidade para trabalhar em água.

 

A preparação é realizada em um dos 12 centros de adestramento da escola italiana de salvamento e tem uma duração média de cerca de um ano para o nível básico. A filosofia de treinamento da escola de cães usa apenas métodos suaves e baseia-se na busca de uma estreita relação entre o cão e seu condutor, que, durante o curso, realiza uma formação abrangente, tanto na terra como na aguá, trabalhando a educação e socialização com seu cachorro , para que cão e dono se tornarem um só.

 

 

 

Afogamentos são a causa de mais de 500 mil mortes por ano em todo mundo, no brasil são 7 mil vitimas anuais. Na maior parte dos casos, são crianças de 1 a 12 anos. A maioria das mortes seria facilmente evitada se houvesse um reforço maior na vigilancia de áreas de risco. OUtro fator em destaque, é o numero de pessoas que morrem tentando ajudar outras sem ter um preparo.

 

   Algumas dicas de segurança:

 

1. Não superestime sua capacidade de nadar - 46.6% dos afogados acham que sabem nadar.

 

2. Tenha sempre atenção com as crianças.

 

3. Evite nadar próximo de pedras, estacas ou píeres.

 

4. Evite ingerir bebidas alcoólicas e alimentos pesados antes do banho de mar.

 

5. Mais de 80% dos afogamentos ocorrem em valas: locais de maior correnteza, que aparentam uma falsa calmaria, e que levam para o alto mar. (Se entrar em uma vala, tenha calma, nade transversalmente a ela até conseguir escapar ou peça imediatamente socorro)

 

6. Nunca tente salvar alguém se não tiver condições de fazê-lo. Muitas pessoas morrem desta forma.

 

7. Antes de mergulhar no mar - certifique-se da profundidade.

 

8. Tome conhecimento e obedeça as sinalizações de perigo na praia.

 

 

Fonte: Scuola Italiana Cani Salvataggio, O Globo.

 

Please reload

Notícias em destaque

A última beluga foi finalmente libertada da "prisão de baleias" localizada na Rússia

November 13, 2019

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle