As medalhas olímpicas e paralímpicas para os Jogos de Tóquio 2020 serão feitas a partir de telefones

O público japonês será convidado a doar telefones antigos e pequenos aparelhos para reunir duas toneladas de ouro, prata e bronze para as 5.000 medalhas. O projeto espera promover a sustentabilidade e reduzir custos. "Um projeto que permite que o povo japonês participe da criação das medalhas é muito bom", disse o diretor esportivo do Tokyo 2020, Koji Murofushi. "Há um limite nos recursos de nossa terra, então a reciclagem dessas coisas nos fará pensar sobre o meio ambiente".

foto - washingtonpost.com

As caixas de coleta serão colocadas em escritórios locais e lojas de telecomunicações a partir de abril e permanecerão lá até que o metal necessário seja coletado. Os membros do comitê organizador da Olimpíada do Japão apresentaram a ideia a autoridades governamentais e empresas em 2016. As cidades-sede olímpicas tradicionalmente obtêm o metal das empresas de mineração. Mas o Japão, que não possui seus próprios recursos minerais, está empenhado em levar o tema de um futuro sustentável um passo adiante. Os eletrônicos descartados, como smartphones e tablets, contêm pequenas quantidades de metais preciosos e terras raras, incluindo platina, paládio, ouro, prata, lítio, cobalto e níquel. Carros de sucata e eletrodomésticos, como geladeiras e aparelhos de ar condicionado, também contêm esses metais mais raros, junto com metais básicos, incluindo ferro, cobre, chumbo e zinco. As empresas de reciclagem ou de refino coletam ou compram toneladas desse lixo eletrônico e sucatas industriais. Eles então usam processos químicos para separar os vários metais. Grande parte desse trabalho ocorre em países em desenvolvimento, como China, Índia e Indonésia.

Fonte - https://www.bbc.com/sport/olympics/38827701

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.