© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.                                 

Vendedor de coco de Belém inova e substitui o canudo de plástico por canudo de bambu, evitando 8 mil canudos mensalmente

February 1, 2019

 

A venda de água de coco sempre foi a principal fonte de renda do comerciante Said Baleixo Trindade, que trabalha há 29 anos em uma barraca na Praça Batista Campos, em Belém. 
 
Os rumores de que o uso dos canudos de plástico seriam proibidos preocuparam o vendedor. Então, Said transformou sua preocupação algo sustentável e rentável: "criou" os canudinhos de bambu. 

                                                                                                                      foto - blogdobg.com.br


"Surgiu o boato de que o canudinho de plástico iria acabar e aí eu pensei: bom, eu vivo e sobrevivo do coco. Se acabar o canudinho, como vou sobreviver?. Então veio a ideia de fazer o canudinho de bambu", conta Said, que afirma ter aumentado sua venda em 40% desde que começou a usar o novo material.  
 
"Tenho feito isso desde o mês de julho e a maior parte das pessoas já está vindo aqui para pegar o canudinho de bambu e não o de plástico. Antes eu vendia, por exemplo, uns 150 cocos por dia. Hoje são mais de 200 e no domingo essa quantidade dobra", detalhou. 
 
Para realizar o processo, Said primeiro corta o bambu, depois lava ele de forma adequada para proteger de bactérias, depois ele passa pelo processo de escaldação e lavagem, e está pronto para o uso. 
 
Said explica ainda que, como não há custo financeiro, apenas tempo e mão de obra, a alternativa sustentável o fez, acima de tudo, economizar. "Tira um pouco do meu tempo, mas me faz ter um canudinho bem melhor do que o que eu usava e com uma economia maior", afirma Said. 
 
Apesar de ter iniciado a produção dos canudinhos de bambu por medo da proibição dos canudos de plástico, Said tem noção de como sua iniciativa é importante para o meio ambiente.  
 
"A partir do momento que eu tiro um canudinho da rua, isso faz diferença. Eu tirando um monte, a diferença é maior ainda", ressalta, destacando que demora pouco tempo para produzir cada canudo de bambu. 
 


Reprodução - https://www.oliberal.com/belem/vendedor-de-%C3%A1gua-de-coco-da-pra%C3%A7a-batista-campos-inova-e-substitui-o-canudinho-de-pl%C3%A1stico-por-canudo-de-bambu-1.52141?fbclid=IwAR02hbLdornQClA_xFwsCywZ03bNM-WFDYOk1naZCZLVsvdVIITGdHM4tBE 

Please reload

Notícias em destaque

Lixo recolhido no carnaval de rua deve ser transformado em lixeiras sustentáveis em cinco capitais brasileiras

February 21, 2020

1/10
Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle