Noruega se recusa a perfurar poço bilionário de petróleo em prol do meio ambiente

A maior parte do parlamento da Noruega desferiu um golpe significativo na enorme indústria petrolífera do país, depois de retirar o apoio à perfuração exploratória das ilhas Lofoten, no Ártico, consideradas uma maravilha natural. O movimento tem apoio de uma grande maioria parlamentar contra a exploração de petróleo na área costeira sensível, ilustrando a crescente oposição ao combustível fóssil poluente, que fez do país um dos mais ricos do mundo. Atualmente, o país produz mais de 1,6 milhão de barris de petróleo por dia em suas operações nas costas. A maior produtora de petróleo da Noruega, a estatal Equinor ASA, disse que o acesso ao fornecimento de petróleo em Lofoten é essencial para o país manter os níveis de produção.

foto - caspiannews.com

Acredita-se que haja entre 1 bilhão a 3 bilhões de barris de petróleo abaixo do fundo do mar no arquipélago de Lofoten. A área já havia sido mantida fora dos limites por anos pelo governo de coalizão da Noruega por meio de vários acordos políticos. A medida acontece dias depois que o governo da Noruega deu sinal verde na sexta-feira para o seu fundo petrolífero de US $ 1 trilhão - o maior fundo soberano do mundo - para investir em projetos de energia renovável e espera-se que bilhões sejam gastos em projetos de energia eólica e solar. É a mais recente indicação de que a riqueza acumulada através de combustíveis fósseis está sendo redirecionada para lucros futuros em energia renovável. Um número maior de indústrias e países iniciaram estratégias de desinvestimento de combustíveis fósseis, citando riscos futuros para seus negócios e modelos econômicos.

Fonte - https://www.independent.co.uk/environment/norway-oil-drilling-arctic-ban-labor-party-unions-a8861171.html

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.