Pesquisa mostra que a baleia-azul, o maior mamífero do mundo, está voltando à habitar o Oceano Antár

O maior cetáceo do mundo, a baleia-azul, havia desaparecido do Oceano Antártico quando a proibição da caça foi introduzida em 1967. Avistamentos do maior mamífero que já existiu na Terra eram muito raros na região desde então. Mas felizmente não mais. Um levantamento das águas costeiras ao redor da ilha da Geórgia do Sul, no sub-Antártico, produziu resultados notáveis ​​e animadores. Em pouco mais de três semanas, nas águas ricas em krill (espécie de camarão) que antes era o principal local de alimentação das baleias, 55 baleias-azuis da Antártida foram registrados pelo British Antarctic Survey.

foto - redbull.com

A descoberta foi descrita como "verdadeiramente incrível" por um especialista em cetáceos do instituto. Ele sugere que, quando uma auditoria abrangente, prevista para 2021, for realizada, há uma boa chance de que as espécies se mostrem em modo de recuperação total, assim como as jubarte e outras baleias no hemisfério sul. A baleia azul pertence à categoria de “megafauna carismática” - uma maneira de descrever aqueles animais que capturam a imaginação do público e ajudam a conduzir campanhas ambientais e de biodiversidade. Há três anos, o Museu de História Natural, em Londres, instalou um esqueleto de 25m de baleia-azul e o nomeou de Esperança, com a intenção de inspirar novas gerações para construir um futuro sustentável. Das 55 baleias-azuis identificadas, algumas foram vistas, mas outras foram ouvidas apenas através de áudio gravado. A música delas lembra um pouco o som profundo e ressonante de uma tuba.

Fonte - https://www.theguardian.com/environment/commentisfree/2020/feb/21/the-guardian-view-on-the-blue-whales-comeback-an-oceans-glory-restored

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.