O maior buraco na camada de ozônio já registrado, que ocorreu no Ártico, se fechou

Um buraco na camada de ozônio, que surgiu no Ártico em março deste ano, está "curado" de acordo com dados coletados pelo satélite Copernicus, da Comissão Europeia. O fenômeno, que é raro nos céus da região, foi o maior já registrado e era maior do que o que se forma anualmente sobre a Antártica. A camada de ozônio age como filtro solar para a Terra, protegendo o planeta da radiação ultravioleta prejudicial aos seres vivos. A descoberta do buraco na camada de ozônio da Antártica estimulou um esforço global para reduzir o uso de produtos químicos nocivos que contribuem para a abertura – especialmente os clorofluorcarbonos (CFC).

foto - livescience.com

O buraco no Ártico, de acordo com os pesquisadores, não está relacionado à atividade humana, mas ao que a Agência Espacial Europeia (ESA) chamou de "condições atmosféricas incomuns" para o Hemisfério Norte, incluindo um poderoso vórtice polar de ar frio que, quando diminuiu de força, permitiu que o buraco fosse capaz de se fechar. O buraco na camada de ozônio na Antártica é causado principalmente por produtos químicos produzidos pelo homem, incluindo cloro e bromo, que migram para a estratosfera (entre 10 km e 50 km acima do nível do mar). Esses produtos químicos se acumulam dentro do forte vórtice polar que se desenvolve sobre a Antártica todo inverno, onde permanecem quimicamente inativos. Enquanto o buraco no Ártico está se curando, o buraco na Antártica continua sendo uma preocupação. A Nasa anunciou em 2018 a primeira prova direta de recuperação de ozônio devido à proibição de produtos químicos. O buraco de 2019 foi o menor já registrado, mas o processo de cicatrização ainda deve levar décadas. Reprodução - https://olhardigital.com.br/ciencia-e-espaco/noticia/buraco-na-camada-de-ozonio-sobre-o-rtico-se-fechou/100028

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.