Paquistão contrata milhares de trabalhadores recém-desempregados para um projeto de plantio de 10 bi

Embora a pandemia do novo coronavírus tenha levado milhares de trabalhadores ao desemprego, o governo paquistanês encontrou uma maneira de fornecer empregos aos seus cidadãos enquanto também refloresta o país. Segundo a Reuters, o Paquistão criou mais de 63.000 empregos para diaristas desempregados ao relançar a ambiciosa campanha de plantio de 10 bilhões de árvores no território do país.

foto - news.trust.org

Desde o fechamento do Paquistão, a partir de 23 de março, para tentar conter a disseminação do COVID-19, os desempregados receberam novos empregos como "trabalhadores da selva", plantando mudas como parte do programa que tem intuito de reduzir o aquecimento global. Esses esforços de “estímulo verde” são um exemplo de como os fundos que visam ajudar as famílias e manter a economia funcionando durante as paralisações pandêmicas também podem ajudar as nações a se prepararem para a próxima grande ameaça: a mudança climática. Os trabalhadores ganham 500 rúpias (US $ 3) por dia plantando árvores - cerca da metade do que eles poderiam ter ganho em um bom dia, mas o suficiente para sobreviver no país. "Todos nós agora temos uma maneira de ganhar salários diários novamente para alimentar nossas famílias", disse um dos trabalhadores. O ambicioso programa de cinco anos de plantio de 10 bilhões de árvores, lançado pelo primeiro-ministro Imran Khan em 2018, tem como objetivo combater o aumento da temperatura, inundações, secas e outras condições climáticas extremas no país que os cientistas vinculam às mudanças climáticas.

Fonte - https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-pakistan-trees-fea/as-a-green-stimulus-pakistan-sets-virus-idled-to-work-planting-trees-idUSKCN22A369

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.