Comunidades afastadas terão energia solar no Pantanal

Comunidades sem acesso à energia elétrica no Pantanal vão receber microssistemas de geração solar fotovoltaica e de armazenamento de energia excedente em baterias. A instalação do sistemas faz parte do programa Ilumina Pantanal e deve começar em julho.


Ao todo, 2.167 unidades consumidoras serão beneficiadas pelo projeto até 2022, o que representa em torno de 5 mil habitantes, espalhados por uma área de 90 mil km², nos municípios de Corumbá, Aquidauana, Coxim, Ladário, Porto Murtinho, Rio Verde e Miranda. Desse grupo, 77 famílias já foram atendidas por rede de distribuição convencional, e agora 2.090 serão atendidos por sistemas individuais cuja fonte de energia é solar.


O anúncio de ampliação do acesso à eletricidade foi realizado no dia 2 de março de 2021, pelo Grupo Energisa e pelo governo Estado do Mato Grosso do Sul, em evento transmitido nas redes sociais.


Com a instalação dos microssistemas, a maioria das famílias da região terá garantido o fornecimento de energia limpa e ininterrupta, mesmo durante a noite e em dias chuvosos ou nublados, quando há pouca incidência da luz solar. No total, o Grupo Energisa está investindo R$ 134 milhões no programa.


O CEO do Grupo Energisa, Ricardo Botelho, destaca a missão do projeto de levar qualidade de vida à população. “Hoje estamos dando um passo importante em benefício das comunidades e consumidores desta vasta, remota e frágil área do Mato Grosso do Sul com o fornecimento de energia limpa, sustentável, segura e confiável. Energia que traz o futuro ao alcance de todos, traz saúde, conforto e sustento”, declarou.



Fonte - https://ciclovivo.com.br/planeta/energia/comunidades-afastadas-terao-energia-solar-no-pantanal/

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.