Crocodilos ameaçados de extinção nascem em zoológico do Peru pela primeira vez na América Latina

O zoológico de Lima anunciou o nascimento em cativeiro de dois crocodilos americanos ou de Tumbes, uma espécie ameaçada de extinção, após um período de incubação artificial bem sucedido registrado pela primeira vez na América Latina. Os filhotes de crocodilos nasceram em meados de janeiro, após 90 dias de incubação dos ovos do casal de pais constituídos por ‘Coco’ e ‘La Pinta’, que vivem no Zoológico de Huachipa, a leste de Lima.

É um sucesso, é um orgulho reproduzir esta espécie em perigo de extinção e em cativeiro”, disse José Flores, chefe da área de répteis do zoológico. Os recém-nascidos vivem em um aquário especial, medem 35 centímetros e pesam 45 gramas cada. Ambos possuem a tradicional cor verde oliva da espécie e olhos protuberantes. O nascimento foi considerado pelo zoológico como uma conquista para a conservação da espécie, pois “é registrado não só pela primeira vez no Peru, mas em toda a América Latina”. No Peru são conhecidos como “crocodilos de Tumbes” porque seu habitat natural são os manguezais de Tumbes, na fronteira do Peru com o Equador. Os pequenos répteis pertencem à espécie Crocodylus Acutus e são os únicos que sobreviveram dos 24 ovos que a mãe pôs. Com 195 quilos, o crocodilo pai tem cinco metros de comprimento, enquanto a mãe tem 2,5 metros e 85 quilos. Ambos têm 20 anos. O zoológico de Lima lançou uma campanha em suas redes sociais para dar nomes aos dois répteis. Esta espécie é encontrada no sul dos Estados Unidos, México e Venezuela, mas em países como Peru e Equador está criticamente ameaçada. A caça implacável por sua pele reduziu drasticamente o número na década de 1960. Agora existem restrições que controlam o comércio de crocodilos e suas peles.


Fonte - https://www.istoedinheiro.com.br/crocodilos-ameacados-de-extincao-nascem-no-zoologico-do-peru/

Notícias em destaque