Ex-militar britânico está tentando resgatar 200 animais e cuidadores do seu abrigo no Afeganistão

Um ex-militar das Forças Armadas britânicas pode ser um dos passageiros a embarcar em um dos últimos voos de repatriação do Reino Unido. Com Paul Farthing, viajam outras 68 pessoas, 140 cachorros e 60 gatos. Paul Farthing é um militar reformado das Forças Armadas britânicas. Ele serviu no Afeganistão e foi seguido por um cão depois de uma batalha, em 2006. O cachorro se chama Nowzad, mesmo nome do projeto que ele fundou pra ajudar animais de rua do país. Além de cães e gatos, a instituição também cuida de mulas abandonadas.

A história do resgate dos animais no Afeganistão virou um grande debate na imprensa e no meio político do Reino Unido nos últimos dias. O Secretário de Defesa, Ben Wallace, veio a público pra dizer que os animais não eram prioridade "sobre homens, mulheres e crianças que vemos desesperados no acesso ao aeroporto". A determinação e a popularidade de Farthing deram uma reviravolta na história. Uma campanha foi lançada pra arrecadar doações até que fosse possível alugar um Airbus 330 pra trazê-lo junto com as 68 pessoas -- afegãos e britânicos -- e os mais de 200 animais. O projeto foi batizado de "Operação Arca". "Eu não preciso ouvir mais dos ministros que há uma lista de prioridades. Não faz sentido dizer que 'estamos colocando animais antes das pessoas'", afirmou Paul. Paul, seus funcionários, as famílias deles e os animais estavam tentando acesso ao aeroporto nesta 5ª feira (26.ago) quando os ataques terroristas aconteceram. Por problemas de segurança, a aeronave alugada que sairia de Londres e os buscaria em Cabul foi mantida na capital britânica. Os organizadores da campanha tinham um plano B e já avisaram que um avião pode partir de um país vizinho para resgatar o britânico e seus animais.


O problema é chegar ao aeroporto. Nem o avião alugado, nem a caravana de homens e animais tem acesso garantido. A situação de segurança em Cabul é das piores possíveis, mas o veterano britânico diz que só deixa o Afeganistão acompanhado dos animais. https://www.sbtnews.com.br/noticia/mundo/178323-militar-britanico-quer-resgatar-200-caes-e-gatos-do-afeganistao

Notícias em destaque