Mulheres maias protegem abelhas sem ferrão da extinção no sul do México

No México, um grupo de 200 mulheres maias está trabalhando pela preservação das abelhas sem ferrão da região, que estão ameaçadas de extinção. O projeto #SoyAbejaMaya (#SouAbelhaMaia) acontece há 10 anos na região sul do país e envolve a proteção das abelhas e também do ecossistema local. Mantido pelo Instituto Educampo, o projeto se mantém por meio do comércio de produtos que vem da apicultura. As mulheres envolvidas recebem capacitação e aprendem a cuidar das abelhas, da sua reprodução e do seu habitat. Com o mel, é possível produzir sabonetes, shampoo, cremes e talcos. Estes produtos, além do próprio mel, são comercializados por cooperativas parceiras em várias cidades da região.

A maioria das mulheres maias que integram o projeto não teve a chance de estudar e encontraram no trabalho com as abelhas uma chance de dar melhores oportunidades para suas famílias. O programa de capacitação dura 5 anos. O Instituto Educampo defende a preservação das abelhas como parte fundamental da preservação do meio ambiente. “Sem abelhas, não haverá vida”, explicam. “Nossa existência depende da delas, já que elas polinizam um terço dos alimentos que consumimos. As abelhas se encontram em perigo de extinção, como resultado de diversas atividades humanas. Mas ainda podemos mudar isso”. As abelhas já foram consideradas os seres vivos mais importantes do planeta. Cientistas acreditam que sua extinção poderia acabar com a humanidade e há indícios de que o uso de agrotóxicos seja um dos principais responsáveis pela diminuição da população de abelhas no mundo.

Reprodução - https://ciclovivo.com.br/planeta/meio-ambiente/mulheres-maias-protegem-abelhas-da-extincao/

Notícias em destaque
Notícias recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

© 2018 by Ideologia Coletiva. Todos os direitos reservados.