Sumo: Designer alemã cria fraldas reutilizáveis feitas de algas que se biodegradam naturalmente

Quando Luisa Kahlfeldt, 30 anos, soube que mais de 17 milhões de fraldas são descartadas incorretamente apenas na União Europeia todos os dias, ela decidiu desenvolver uma alternativa sustentável à todo esse desperdício, criando sua própria marca de fraldas biodegradáveis, chamada Sumo. Para isso, Luisa utilizou um tecido batizado de ‘SeaCell’, composto por algas e eucalipto, obtendo uma alternativa que além de ajudar o meio ambiente, também tem propriedades antialérgicas para a pele dos bebês.

As fraldas Sumo são mais leves e macias do que a média, oferecendo grande conforto para uso diário, com um tecido antibacteriano rico em antioxidantes. Com todas essas vantagens, a Sumo se tornou um grande atrativo, especialmente para a clientela conscientizada sobre os males das fraldas descartáveis – que levam, no mínimo, 500 anos para se decompor no meio ambiente.

Graças à sua pegada ecológica, excelente design e vantagens reais que melhoram a vida dos pais e bebês, o produto criado por Luisa ganhou diversos prêmios e se tornou reconhecido mundialmente. A fralda Sumo é composta por três camadas: a mais externa é macia, a do meio impermeável e a mais interna altamente absorvente, evitando vazamentos de líquidos. Com a ajuda de uma tecnologia chamada ‘EcoRepel’, o produto é 100% biodegradável, sem abrir mão da condição de, durante o uso, ser 100% impermeável. Por fim, as fraldas Sumo também são muito resistentes à abrasão e repetidas lavagens na máquina. Sim, elas também são reutilizáveis. O mais legal é que Luisa conseguiu conceber as fraldas sem nenhum tipo de elástico sintético, de forma a serem 100% recicláveis, através de um método de tecelagem com fios naturais chamado ‘elasticidade natural’. Luisa espera que outras pessoas ou empresas se inspirem em sua proposta e contribua com novas alternativas sustentáveis de longo prazo. “Estou muito entusiasmada com a inovação de materiais que resultará das matérias-primas renováveis prontamente disponíveis, como as algas, e a oportunidade de usá-las em projetos futuros”, resumiu a designer e empreendedora.

O Brasil é hoje o terceiro país que mais utiliza fraldas descartáveis no mundo, algo como 10 bilhões de unidades por ano, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Fonte - https://razoesparaacreditar.com/designer-cria-fraldas-reutilizaveis/

Notícias em destaque
Notícias recentes